Friday, February 6, 2009

Veni, vidi e não achei grandes coisas


Essa semana comprei meu primeiro moleskine.
Ele é lindo e mesmo antes de tirar do saquinho você já sente aquela aura de história e mito que já vem com o caderno e se sente entrando pro hall da fama dos grandes artistas que imortalizaram a marca.
Depois do impacto inicial e uns 40 minutos só olhando pra ele resolvi enxugar as lágrimas, tomar fôlego e finalmente criar coragem de tirar a virgindade daquela preciosidade que só poderia ser melhor nos meus sonhos. E...

... não gostei.

Ele tem um papel super lisinho, não dá pra jogar uma aquarelinha em cima, a cor da canetinha fica meio desmaiada, chocha...
E o pior, usando uma stabilo fininha e inocente vazou pro outro lado...

Bom, pra desenhar a lápis é uma delícia. Ainda bem.

6 comments:

weno said...

tem também a versão para aquarela!
já usei e dá pro gasto :)

Leo Gibran said...

Esse de aquarela eu fiquei com vontade. Acho q vou gostar...
Só tenho duvidas qto a praticidade do formato, já que abre na horizontal...

Fernanda said...

Ela é boa, eu gosto. Tenho um formato maior (horizontal também), funciona bem...

Henrique Abreu said...

Chega deu medo de compra... jurava q o papel era mais grosso. hehe

Abs

Anonymous said...

Não curto esses cadernos...Aqueles da Tilibra que o Paulo Caruso usa são melhores :D

Weberson Santiago said...

HAHAHAHAHAHA!!!